Olá pessoal!! Como vocês estão??? Espero que bem e que estejam com os corações inteiros pra aguentar as emoções do livro da resenha de hoje. Muitos de vocês podem não saber, mas há algum tempo eu tinha um pequeno preconceito idiota contra literatura nacional... mas ai vieram umas autoras mega talentosas e me nocautearam com tanto amor, tanta delicadeza e tanta genialidade que hoje eu grito pra quem quiser ouvir o quanto eu amo todas elas... Carina Rissi, Renata Dias, Juliana Parrini... e agora mais uma pra lista: seja bem vinda, Maria Angélica Constantino...

     A resenha de hoje é do livro Pequena Londres, que eu recebi em parceria direta com a autora no final do ano passado. Um livro cheio de simplicidade e de um amor que transborda além das 383 páginas... eu amei e espero que vocês gostem também...

"Os dias nunca terminam iguais, a menos que você queira. Sempre te caberá escolher. No entanto, uma única escolha tem o poder de mudar tudo!"

     Todo mundo sempre soube que viver em toda sua plenitude não é uma tarefa fácil. Nascida em uma noite de muita angústia para toda a família, Juliana foi criada com muito amor e simplicidade por sua tia Helena e desde muito pequena soube o que era lutar por seus objetivos e também da importância de ser e de fazer o bem ao próximo. 

     Durante a semana, Ju divide seu precioso tempo da maneira que pode...estuda, vai às aulas na faculdade, faz um lindo trabalho musical com as crianças na escolinha da igreja e ajuda sua tia nas encomendas de doces... ah, e é claro, passa um tempo com suas duas amigas maluquinhas... Liz e Amanda, que neste exato momento estão tentando convencer Ju a não deixar de ir na super viagem anual com elas. Desde adolescentes, as três são inseparáveis e viajam juntas todos os anos. As famílias de Amanda e Liz são muito afortunadas (pra não dizer que nadam em dinheiro vivo da cor do mar) e sempre fizeram questão de pagar todas as viagens para que Ju acompanhasse as meninas aonde quer que fossem. Desta vez, Ju está meio relutante em aceitar esta viagem...

"A irracionalidade da razão ou a razão da irracionalidade? Não importa, quando a verdade se aproxima..."

     Depois de muitos acontecimentos e uma série de incontáveis estratégias mentais para tentar resolver seus problemas, Ju decide aceitar a viagem. Com algumas condições é claro... Em poucos dias as três amigas estavam decolando de Londrina rumo à Cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro em uma viagem de formatura que prometia ser inesquecível. 

     Chegaram no hotel, fizeram check-in enquanto Ju, muito apertada, corria para o banheiro sem nem olhar para trás. Em poucos minutos, já estava voltando apressadamente (e desastrosamente) para junto de suas amigas, mas acabou se esbarrando e se estatelando seminua no chão (é, vocês precisam ler essa parte... detalhadamente). Ao se dar conta de toda a confusão e olhar para cima, Ju estava encarando uma das figuras masculinas mais lindas que ela já tinha visto em toda sua vida... e ele ainda ofereceu ajuda e limpou seus óculos!! Um príncipe, com certeza...

     Este é Tom, um homem inglês que, assim como seu pai ama o Brasil e toda sua beleza tropical. Há anos, desde quando ele faleceu, Tom não pisava em terras brasileiras para evitar lembranças dele. E sim, elas estavam em toda parte. Decidido a ver como andavam os negócios multimilionários e passar o verão, Tom desembarcou no Brasil e logo de cara já foi "acolhido" por uma menina linda e totalmente desajeitada... mas que conseguiu roubar seus pensamentos sem muito esforço.

"Há momentos em que a vontade de avançar o tempo é tão grande quanto o desejo de retrocedê-lo. No entanto, quando tudo vai bem, o tempo voa! Por outro lado, viver um presente de eterna felicidade até pode parecer uma ótima ideia, se não ficássemos logo entediados..."

     Sim. Juliana não saía dos pensamentos de Tom, e ele faria de tudo não somente para conhecê-la, mas para chegar perto de sua alma simples e de seu coração puro. Por outro lado, mesmo não confiando em si mesma, Juliana abraça a oportunidade com vontade, deixando em segundo plano aquela vozinha em sua cabeça (que por sinal tinha o mesmo timbre da voz de sua tia) dizendo para ela tomar cuidado... Juntos eles tiveram oportunidades incríveis e viveram experiências que jamais imaginavam que iriam viver... 
     
     No fundo, no fundo... a única preocupação era a despedida. Tom voltaria para Londres e Ju para Londrina?? É pessoal... tem muita água pra rolar nesse riacho...

Comentários...


     Bom pessoal, deu pra ver que esse livro promete né?? Mas antes de deixar meus comentários eu gostaria de agradecer à autora não só pelo livro e pela oportunidade, mas também pela dedicatória, pela dedicação e pela paciência com essa leitora displicente que eu sou...

"Os sábios diriam: esperem somente em Deus! Esperar de outras fontes pode parecer, e talvez seja de fato, a antítese da sabedoria, mas o que fazer quando é tudo que lhe resta? Talvez esperar um pouco menos seja a saída..."

     Já de cara eu disse que adorei a leitura...e neste momento a autora passou a fazer parte das minhas queridinhas nacionais... mas não é só isso. É muito mais!! A escrita da Maria Angélica é totalmente cativante e transparente quanto à personalidade de cada personagem... as falas de Ju demonstram simplicidade, pureza, caridade... e eu amei o jeito como ela foi conduzida perante seus deveres e suas paixões... já em Tom o jeito aparentemente autoritário e sem vida de um homem de negócios foi logo revelando um menino homem, jovem, determinado e apaixonado pela vida... com vontade de viver e ter Ju sempre ao seu lado.

     Gostei também do jeito que a autora abordou a comunidade em que a Ju vivia... a igreja, a escolinha, as crianças carentes e o amor que elas tinham pela tia Ju... tá bom vai eu confesso que estou apaixonada pela pequena Madona (quero ela pra mim)!! Eu acho que esse foi um tema que há tempos eu não encontrava nos livros... e foi importante para ressaltar que no Brasil nem tudo é carnaval e que muitos vivem do amor daqueles que aprenderam a doar e o que é compaixão...

     As amigas de Ju são O TERROR! Meu bom Deus, elas não têm freio?? Não tem um botão de desligar por tempo indeterminado?? Haha... parece engraçado falando assim, mas elas me incomodaram um pouco com atitudes inconsequentes... tive a impressão que sem a Ju elas estariam perdidas na vida!! Espero que elas tomem jeito logo no próximo livro...

     O amor avassalador -  O que dizer?? Clichê?? Não muito... 

     Assim, claro que estamos falando sobre um amor à primeira vista, que se torna intenso e incontrolável... mas é muito mais, pelo menos eu senti esse "mais". Acho que Tom veio na vida de Ju para abrir os olhos dela quanto às possibilidades que ela poderia ter na vida... e Ju fez com que Tom voltasse a viver, a se dedicar e a ser motivo de orgulho do seu pai, aonde quer que ele estivesse, olhando por ele... Então foi mais do que "só uma paixão de verão", foi uma comunhão de sentimentos... 

     Uma coisa muito importante é que o livro não é insistente no relacionamento de Ju e Tom. Muitas e muuuitas coisas acontecem, mas eu definitivamente não quero entrar em detalhes. E, por falar em detalhes, olhando retrospectivamente para a construção total do livro, a autora deixou muitas pistas durante a escrita... passagens e detalhes pequenos que ao longo do livro explicavam muita coisa...

     Então uma dica importante para os futuros leitores: se atentem às sutilezas das entrelinhas... a viagem é apenas um terço do livro e passa ser apenas um "detalhe" quando todo o restante é revelado... no momento em que "a última badalada do sino da meia noite toca" e a vida real chama Ju de volta para Londrina, a história começa de verdade... então não se iludam achando que é um simples romance, pois não é... 



     Bom pessoal, eu espero que vocês tenham gostado e que sintam muita vontade de ler esse livro... valeu a pena cada página!! Ahhh e por falar em páginas, a autora tem um estilo muito lindo de apresentar os capítulos com uma frase de destaque que dispensa qualquer post-it... eu amei todas as "capas de capítulos" e já fiz uma coletânea com elas em baixo das fotos durante a resenha...

     Não deixem de ler e venham logo roer as unhas comigo enquanto aguardamos a continuação dessa história cheia de segredos a serem revelados, cheia de mistérios, de paixão, de amizade, de determinação e de muito muito amor!! Eu espero que logo logo lance o segundo, que as notícias sejam boas e meu coração não fique mais partido do que já está!!

     Beijos beijos... e até o próximo post!!




Pequena Londres
Maria Angélica Constantino
Editora Novo Século - 2016
383 páginas
ISBN 978-85-428-0906-0
Por Izabela Elias



2 Comentários

  1. Meu Deus! Que lindo! Simplesmente amei! Tocou fundo meu coração a sua resenha!

    ResponderExcluir
  2. Que saudade de comentar nas resenhas. Sou sempre suspeita pq eu amo todas as resenhas, sem falar nas fotos.

    ResponderExcluir